Rio Rural Voo Livre Parapente O Seu Espaço Na Zona Oeste.

Parapente
Na Sua opinião Qual a melhor empresa de parapente
Sol Paraglider ?
Advance ?
Niviuk ?
Skywalk ?
Windtech ?
Flyozone ?
Nova ?
Aerodyne ?
Ver Resultados

Rating: 2.9/5 (602 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...



   anac       

   soares

   cbvl  

   parabase

  

 


Início



                 

O nosso esporte Voo livre Parapente ou Paraglider.

   O Site do Clube de Voo Livre Rio Rural, ( CVLRR ) Traz A Vocês Pilotos e associados, Todas Informações E Novidades Sobre o nosso esporte, Possuindo, Vídeos, Fotos, Informativos, Notícias e Vendas de Equipamentos, Atendendo e Tirando Todas Suas Dúvidas, Mande Você Também Suas fotos, Vídeos, Equipamentos Que Deseja vender, Nós Anunciamos Gratuitamente Pelo Tel: (21) 97010 - 4077   (21) 3337- 8016 

   Esperamos que esteja gostando do site, sua opinião e colaboração é muito importante para a nossa constante atualização. Afinal, em todos os momentos do nosso esporte precisamos de muita união e parceria. Participe, sugira, critique.

 Para  envio de sugestões, críticas ou material de Colaboração: adilsonvoo@hotmail.com 

 

 

   

   Agende o seu voo duplo conosco e venha sentir esse prazer de voar! temos os melhores instrutores habilitados para ministrar também o seu curso de piloto de parapente, contatos pelo e-mail: adilsonvoo@hotmail.com                                 

 poi   

 

                                                                                            

                                              

    Conheçam o "Parabase", nova modalidade com a junção de esportes de voo livre.           

   parabase

 

   

 

 Novos Capacetes Permitidos        

              

No plenário da CIVL ocorrido em Bali no mês passado, foi decidido que outros tipos de certificação de capacete serão permitidas em eventos do tipo Categoria 1 a partir de maio de 2014.

Agora poderão usar capacetes certificados pelas normas EN966, ASTM 2040 ou SNELL rs98. Na asa delta, mais uma certificação pode ser usada: a EN1077-A e -B.

O objetivo desta medida é proporcionar aos pilotos de voo livre acesso ao que há de mais moderno em termos de segurança.

Aqui no Brasil, a Liga de Competidores de parapente, responsável pela discussão e aprovação do regulamento do campeonato, incluiu esta recente decisão na nova versão do regulamento que já está disponível online.

           

  Prestem Muita Atenção Ao Se Conectarem (Chequem Varias Vezes) Afinal De Contas, O Nosso Esporte Exige Atenção E Cuidados, Fazendo Isso Voaremos Sempre! 

 

                            kjhjj

 

  Resultados do Campeonato de voo livre em GV/2015

Pethigal vence em GV num evento muito disputado PDF Imprimir Envie este artigo para um amigo

  

Decolando sobre o céu de Gaspar - SC, a partir de um balão. Conheça o Rollover. PDF Imprimir Envie este artigo para um amigo

 

     Voo Duplo De Instrução Com Casal Victor E Bruna Em Itaguaí. 

                    
                                                        Texto do amigo Will, voador lá de Brasília.

                                                                      Voar livre

      Saber decolar e pousar é uma pífia parte do voo livre.
Voar livre é aumentar sua frequência no momento que você decidiu voar. Neste instante você já está voando, seu cérebro começa a recordar todos os sentimentos dos voos passados e alçamos voo, um voo imaginário. Seus músculos começam a se retorcer como no voo, suas pupilas dilatam, seu pulso dispara, seu sorriso aparece,seus problemas somem... Você começa a olhar o ceu diferente, vou estar lá em alguns dias, aguarde-me.

No dia do voo, você acorda em flamas, vai ao banheiro diversas vezes, seu corpo está a mil por hora, olha a condição, prepara o equipamento cautelosamente, você se sente vivo.
Você encontra os seus amigos numa felicidade plena e parte para o voo. Desliga o celular e não quer que nada ou ninguém o disperse, aquele momento é só seu. Fala-se somente coisas boas, pensa coisas boas, faz coisas boas. É um momento mágico.

Quando decola, seu espírito está em harmonia com o mundo, seu parapente é uma extensão do seu corpo. Você quer se manter no alto para ficar o mais tempo possível em voo. A hipófise aumenta a produção de endorfina que misturado a adrenalina lhe dá uma sensação ímpar de analgesia e euforia.
Voar livre é participar do campeonato de Jaraguá, onde prima pelo espírito do voo livre que é voar e voar. Sem start gates, sem pilões a cruzar.... Voa-se simplesmente por voar, compete-se só com você mesmo. Pousar onde der para pousar, voar e voar. Que saudades.
Voar livre é chegar na rampa e só marcar a proa e deixar o vento nos levar. Não é voar em cima de uma estrada o tempo todo para "facilitar" o resgate. Voar livre é cruzar roubadas, pois a condição pode estar lá e você vai ter que encarar para se manter mais tempo no ar. Voar é pousar em roubadas também é andar kms com equipamento e estar feliz. Conhecer pessoas novas, pousar aonde nenhum piloto jamais esteve.

O voo livre é desprendido de bens materiais. É desapegar-se. O carro do voo é carro de todos. Um instrumento que todos vão utilizar da melhor forma para sua segurança. Como uma mesa de bilhar onde todos estão em volta se divertindo e não existe o dono da mesa.
Voo livre é sinônimo de Fleury. Livre por natureza, com certa ressalva de tempo e recursos, rs. Voar livre é acreditar no que disse Fleury no 1º dia que voei em Brasília "... faça seu voo, onde você pousar, a gente te pega...". Neste dia pensei “Achei meu lar”.

Amizade e solidariedade, o alicerce do voo livre. Voo livre é dizer no rádio para o seu colega de bonde para ele parar de caminhar, pois iremos pegá-lo onde for necessário com as coordenadas, não sendo necessário ele estragar sua coluna carregando o equipamento pesado, só se gasta a gasolina do carro. Voo livre é retornar contra vento para voar com seu parceiro. Se tiver mais experiência que ele, voar lado a lado, comentando o voo e o "levando". Voar livre é ir num bonde, pousar longe ou perto ou pregar, e voltar noutro carro amarradão. Voar livre é ficar feliz por ter pregado e imensamente por seu amigo ter feito voozão. O voo livre é felicidade geral sem competição. Contagiante esse sentimento de euforia.
Paraglidear não é um esporte e sim um estado de espírito sublime e único em nossas vidas. Voar é passar a semana toda com uma cara estasiada que provavelmente nenhuma outra coisa do mundo irá lhe proporcionar. É ficar, em tempos de chuva, uma hora dentro do carro ouvindo músicas pirantes com os olhos fechados e voando na lembrança.

Voar livre é ficar mais próximo com o Criador e tudo de bom que está lá em cima é esquecer as diferenças e padrões. É aceitar os pequenos defeitos de seus amigos e focar naquilo que todos temos de melhor, o voo. É nos desvencilharmos desse mundo, quebrando as argolas pesadas em nossos pés. É criar asas de nylon. É agradecer as fábricas de parapente por existirem. É agradecer a Deus por estar vivo e nos ter dado esta dádiva de poder voar como os pássaros.

Voar livre é ser romântico e acreditar que isto tudo acima ainda pode existir plenamente.

Por Willian Serafim / DF

 

Teste de Porosidade do Tecido – (Porosímetro)

Antes do processo de medição os pontos a serem medidos, deverão ser inspecionados quanto a avarias. Pequenas avarias do revestimento na área de medição adulteram o resultado, o teste será feito em 5 pontos do extradorso e 3 pontos no intra-dorso. Dos respectivos valores será criado uma média geral que representa o grau de porosidade.

Caso um dos valores desviarem muito da média, a área de medição deverá novamente ser inspecionada quanto a avarias e, eventualmente ser deslocada. Para a avaliação do estado geral do equipamento, deverá ser considerado somente o valor médio das medições da vela superior.

  0 á 5 s. –>  Não recomendamos usar, riscos de parachutagem

  6 á 25 s. –>  Muito usado, mas ainda voável

  26 á 80 s. –>  Usado, voável

  81 á 200 s. –>  Pouco usado, semi-novo

  + 200 s. –>  Excelente, novo.

    

Obs.:

  a)  A tabela de parâmetros da porosidade do tecido acima, está sendo apresentada em Segundos;

  b)  Esta tabela de porosidade apresentada, vale somente para os velames fabricados pela SOL Sports ou seja todo fabricante deve definir sua própria tabela de porosidade.

    Teste de Resistência das Linhas

 - Mede-se a resistência das linhas pegando sempre a linha dos tirantes A, linha do centro sendo esta que mais sofre carga comparado as outras, tendo também um desgaste se comparados as outras em geral.

  - Valores aceitáveis, neste caso existe uma variação dependendo da espessura das linhas.

- Linhas de espessura 1.1 o valor máximo quando nova 80 á 90 KG.

- Linhas de espessura 1.5 o valor máximo quando nova 130 á 140 KG.

- Linhas de espessura 2.10 o valor máximo quando nova 200 á 220 KG.

- Linhas de espessura 1.1 o valor aceitável 35 KG.

- Linhas de espessura 1.5 o valor aceitável 75 KG.

- Linhas de espessura 2.10 o valor aceitável 110 KG.

 

Teste de Resistência do Tecido

- Teste com aparelho Betsometer e dependendo do fabricante e tecido existe um valor aceitável para então o equipamento não colocar em riscos de rompimento de células em situações extremas – ( Assimétricas e Front-stoll )

- Valores aceitáveis: 600 Gramas, se o mesmo romper com menos de 600 gramas este será reprovado na manutenção, se este não romper daremos continuidade a revisão geral.

Inspeções Gerais e Conferências dos Elementos de Conexões dos Tirantes

- Inspeção das fitas dos tirantes.

- Costura dos tirantes.

- Conferência das medidas dos tirantes para ver se está dentro das medidas padrões conforme certificação de homologação.

- Carga de 20 KG nos tirantes.

- Conferência de simetrias dos tirantes.

- Inspeção dos mosquetinhos, lacres dos mosquetinhos, magnéticos.

  Inspeções Gerais e Conferência das Linhas

- Checagem individual das linhas.

- Checagem das costuras das linhas.

- Conferencias das medidas das linhas para ver se está dentro das medidas padrões conforme norma de homologação.

- Carga 20 KG nas linhas.

- Conferência de simetria das linhas.

- As cargas nas linhas são dadas no set completo para então deixar todas as linhas nas medidas originais, pois as linhas dos tirantes C / D sofrem menos cargas podendo ter alterações das medidas, assim seu parapente ira apresentar reações e comportamentos fora do padrão – (Vela em stall) .

- Isto somente ira acontecer se este não for feito a revisão anual conforme manda as normas de homologação.

  Inspeções Gerais dos Tecidos e Costuras

- Teste resistência do tecido – (Bettsometer)

- Checagem de todo tecido extradorso.

- Checagem de todo tecido intradorso.

- Checagem das partes internas sendo diagonais e perfis.

- Checagem de todas as costuras em geral.

      Observações Gerais:

  a)  Quem define até quando a vela é voavel é o fabricante. Na fábrica da SOL Sports a experiência tem mostrado que estes valores são aceitáveis e com margem de segurança (é claro que isto leva em conta que a trimagem do velame esta ok, dentro dos parâmetros mínimos para cada modelo). Quando a SOL Sports certifica um produto este já possue um manual de inspeção, tabelas de valores mínimos para a tolerância das linhas, porosidade, resistência do tecido, resistência das linhas e a reparação das velas referente aquele modelo e este é o procedimento a ser seguido.

 b)  No manual tem o "check list" que deve ser obedecido rigorosamente na inspeção, isto também faz parte da homologação e deve constar no manual de cada parapente, seja ele nacional ou importado.

  c)  Os técnicos da SOL Sports sabem que um parapente trimado corretamente e com a porosidade acima de 5 segundos vai voar dentro das espectativas e para manter-se em vôo com segurança deve estar acima de 20 segundos no "top" e principalmente bordo de ataque, o "botton" e as partes traseiras são meramentes informativos, não entram na avaliação final.

    É por este e outros motivos que sempre que alguém tem interesse na compra de equipamentos usados, é importantíssimo que façam uma "Revisão Geral" com laudo e este deve levar em consideração o que está sendo apresentado neste tópico, pois o laudo que considera um equipamento em condições de uso, deve obedecer rigorosos critérios de inspeção.

     " Premissas básicas que fazem parte da certificação de um Parapente "

     Somente após esta inspeção geral, seu Parapente estará dentro das normas de Homologação.

    

 

topo