Rio Rural Voo Livre Parapente O Seu Espaço Na Zona Oeste.

Parapente
O que você achou ao voar de Parapente?
Achou Radical
Sentiu Liberdade
Adorou a adrenalina
Teve muito medo e amou
Voaria de novo
Não voaria mais
Se pudesse viraria piloto
Teria medo de voar
Ver Resultados

Rating: 3.1/5 (428 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...

 

 vfhh vfret nhybghjfkjiu cedss fret


Início



                 

O nosso esporte Voo livre Parapente ou Paraglider.

   O Site( Rio Rural Voo Livre),Traz A Você Piloto,Ou Não Piloto Todas Informações E Novidades Sobre O esporte,Possui Vídeos,Fotos,Informativos,Notícias E Venda De Equipamentos,Atendendo E Tirando Todas Suas Dúvidas,Mande Você Tambêm Suas fotos Vídeos Ou Equipamentos Que Deseja vender,Nós Anunciamos Gratuitamente Pelo Tel: (21) 970104077 (NEXTEL)  ID:106*122279 (21) 3155-5243  

Esperamos que esteja gostando do site, sua opinião e colaboração é muito importante para a nossa constante atualização. Afinal, em todos os momentos do nosso esporte precisamos de muita união e parceria. Participe, sugira, critique.

Para  envio de sugestões, críticas ou material de Colaboração:adilsonvoo@hotmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agende o seu voo duplo conosco e venha sentir esse prazer de voar! temos os melhores instrutores habilitados.                                   

poi   

           

 

                                                                                            

 Os pilotos da zona oeste  em expecial do Rio Rural estão com toda disposição para o voo cross! nessa quarta feira 10/06/2015 a equipe de pilotos:Marcio Alexandre(Marcinho),Henrique Souza o 04 e o Piloto Adolfo Pousa,cruzaram mais uma vez o céu da zona oeste,decolando de paciência e pousando nos "gramados de São Conrado,quando a condição depois de bastante tempo enfrentando períodos chuvosos e frentes frias,em fim recebemos a graça de dias de sol,apesar de o teto não está alto,mesmo assim essa semana foi dia dos amigos e pilotos fazerem varios voos de campo grande x praias, Vejam as fotos:

                     mjuu    

                     mju   

 

 Novos Capacetes Permitidos        

              

No plenário da CIVL ocorrido em Bali no mês passado, foi decidido que outros tipos de certificação de capacete serão permitidas em eventos do tipo Categoria 1 a partir de maio de 2014.

Agora poderão usar capacetes certificados pelas normas EN966, ASTM 2040 ou SNELL rs98. Na asa delta, mais uma cretificação pode ser usada: a EN1077-A e -B.

O objetivo desta medida é proporcionar aos pilotos de voo livre acesso ao que há de mais moderno em termos de segurança.

Aqui no Brasil, a Liga de Competidores de parapente, responsável pela discussão e aprovação do regulamento do campeonato, incluiu esta recente decisão na nova versão do regulamento que já está disponível online.

 

          

 Prestem Muita Atenção Ao Se Conectarem (Chequem Varias Vezes) Afinal De Conta O Nosso Esporte Exige Atenção E Cuidados,Fazendo Isso Voaremos Sempre! 

kjhjj

Regras para o piloto visitante na rampa da Pedra Bonita

IMG_3698_2Entrará em vigor nesta segunda-feira, dia 1° de dezembro, o ato regulamentar que estabelece os procedimentos e restrições para a decolagem de piloto visitante na rampa da Pedra Bonita em São Conrado, no Rio de Janeiro.

A principal medida do ato é a de restringir em até 20 o número de decolagens de pilotos de asadelta visitantes e 20 pilotos de parapente visitantes. Esta rampa, que é a rampa com maior número de decolagens do país, é administrada pela ABVL em parceria com o Clube São Conrado de Voo Livre (CSCVL), portanto, entende-se por “piloto visitante” aquele que não é afiliado a este clube.

O clube e a ABVL estão desenvolvendo um sistema de agendamento online para facilitar a solicitação de autorização para decolagem, mas, por enquanto, o agendamento deve ser feito presencialmente na sede da ABVL/CSCVL.

Esta medida tem o objetivo de promover a segurança e possibilidades igualitárias de acessoa todos os praticantes do esporte sem prejuízo dos associados contribuintes regulares do clube.

 

Resultados do Campeonato de voo livre em GV/2015

Pethigal vence em GV num evento muito disputado PDF Imprimir Envie este artigo para um amigo

                                              

 

 

Decolando sobre o céu de Gaspar - SC, a partir de um balão. Conheça o rollover. PDF Imprimir Envie este artigo para um amigo

 

desaf

 

Texto do amigo Will, voador lá de Brasília.

Voar livre

Saber decolar e pousar é uma pífia parte do voo livre.
Voar livre é aumentar sua frequência no momento que você decidiu voar. Neste instante você já está voando, seu cérebro começa a recordar todos os sentimentos dos voos passados e alçamos voo, um voo imaginário. Seus músculos começam a se retorcer como no voo, suas pupilas dilatam, seu pulso dispara, seu sorriso aparece, seus problemas somem... Você começa a olhar o ceu diferente, vou estar lá em alguns dias, aguarde-me.

No dia do voo, você acorda em flamas, vai ao banheiro diversas vezes, seu corpo está a mil por hora, olha a condição, prepara o equipamento cautelosamente, você se sente vivo.
Você encontra os seus amigos numa felicidade plena e parte para o voo. Desliga o celular e não quer que nada ou ninguém o disperse, aquele momento é só seu. Fala-se somente coisas boas, pensa coisas boas, faz coisas boas. É um momento mágico.

Quando decola, seu espírito está em harmonia com o mundo, seu parapente é uma extensão do seu corpo. Você quer se manter no alto para ficar o mais tempo possível em voo. A hipófise aumenta a produção de endorfina que misturado a adrenalina lhe dá uma sensação ímpar de analgesia e euforia.
Voar livre é participar do campeonato de Jaraguá, onde prima pelo espírito do voo livre que é voar e voar. Sem start gates, sem pilões a cruzar.... Voa-se simplesmente por voar, compete-se só com você mesmo. Pousar onde der para pousar, voar e voar. Que saudades.
Voar livre é chegar na rampa e só marcar a proa e deixar o vento nos levar. Não é voar em cima de uma estrada o tempo todo para "facilitar" o resgate. Voar livre é cruzar roubadas, pois a condição pode estar lá e você vai ter que encarar para se manter mais tempo no ar. Voar é pousar em roubadas também é andar kms com equipamento e estar feliz. Conhecer pessoas novas, pousar aonde nenhum piloto jamais esteve.

O voo livre é desprendido de bens materiais. É desapegar-se. O carro do voo é carro de todos. Um instrumento que todos vão utilizar da melhor forma para sua segurança. Como uma mesa de bilhar onde todos estão em volta se divertindo e não existe o dono da mesa.
Voo livre é sinônimo de Fleury. Livre por natureza, com certa ressalva de tempo e recursos, rs. Voar livre é acreditar no que disse Fleury no 1º dia que voei em Brasília "... faça seu voo, onde você pousar, a gente te pega...". Neste dia pensei “Achei meu lar”.

Amizade e solidariedade, o alicerce do voo livre. Voo livre é dizer no rádio para o seu colega de bonde para ele parar de caminhar, pois iremos pegá-lo onde for necessário com as coordenadas, não sendo necessário ele estragar sua coluna carregando o equipamento pesado, só se gasta a gasolina do carro. Voo livre é retornar contra vento para voar com seu parceiro. Se tiver mais experiência que ele, voar lado a lado, comentando o voo e o "levando". Voar livre é ir num bonde, pousar longe ou perto ou pregar, e voltar noutro carro amarradão. Voar livre é ficar feliz por ter pregado e imensamente por seu amigo ter feito voozão. O voo livre é felicidade geral sem competição. Contagiante esse sentimento de euforia.
Paraglidear não é um esporte e sim um estado de espírito sublime e único em nossas vidas. Voar é passar a semana toda com uma cara estasiada que provavelmente nenhuma outra coisa do mundo irá lhe proporcionar. É ficar, em tempos de chuva, uma hora dentro do carro ouvindo músicas pirantes com os olhos fechados e voando na lembrança.

Voar livre é ficar mais próximo com o Criador e tudo de bom que está lá em cima é esquecer as diferenças e padrões. É aceitar os pequenos defeitos de seus amigos e focar naquilo que todos temos de melhor, o voo. É nos desvencilharmos desse mundo, quebrando as argolas pesadas em nossos pés. É criar asas de nylon. É agradecer as fábricas de parapente por existirem. É agradecer a Deus por estar vivo e nos ter dado esta dádiva de poder voar como os pássaros.

Voar livre é ser romântico e acreditar que isto tudo acima ainda pode existir plenamente.

PorWillian Serafim / DF

 

Amigos e pilotos de Parapente, como muitos já sabem eu faço a edição e publicação do site: Rio Rural voo livre Zona oeste,e estamos com o comprometimento de evitarmos mais eventos envolvendo nosso esporte Voo livre,por esse motivo como somador e amante do nosso esporte venho informar que estaremos atualizando as estatísticas,de eventos ocorridos na zona oeste,e já a partir do começo do ano de 2015 já estamos divulgando os ocorridos, afim de procurarmos nos conscientizar e buscar a ajudar de forma a zerarmos a nossa estatística de acidentes,sendo assim peço a colaboração dos senhores para continuarmos nos atualizando e lograrmos exito nessa questão.

              estat

 

 

topo